Pesquisar este blog

Carregando...

Pesquisar este blog

Carregando...

Novo blog no ar!

Aqui você vai encontrar tudo sobre o desenvolvimento de softwares de uma forma muito simples e objetiva. Afinal, o mundo da tecnologia não precisa ser tão complicado. Entendemos isso e temos a missão de inserir pessoas neste amplo universo não só com informações, mas também com conteúdo de qualidade. Acesse www.plusproject.com.br

Criando convite 15 por 15 no Photoshop para festa

Neste vídeo ensinamos como criar um convite para impressão 15 por 15 no Photoshop com a tematica de festa a fantasia.

Divisão: Hewlett-Packard vira duas companhias de mercados distintos

De acordo com informações da Reuters, a Hewlett-Packard confirmou que vai dividir a companhia. Como duas empresas, elas vão agir no mercado de computador e impressoras, e hardware corporativo e serviços. A nomenclatura após a divisão vai ser a seguinte: Hewlett Packard Enterprise Co e HP Inc — a divisão completa deve ser realizada até o dia 1 de novembro deste ano.
Sobre as ações, a antiga Hewlett-Packard agora vai possuir a sigla "HPE" na Bolsa de Valores de Nova Iorque, para indicar o braço corporativo. A sigla "HP" vai ficar apenas para o braço responsável por computadores e impressoras.
Apesar de a divisão ter ocorrido apenas agora, a Hewlett-Packard havia indicado a grande mudança no final de 2014. A ideia era uma movimento rápido para se adaptar a era pós-PC — algo que a companhia continua lutando até hoje. As ações da companhia continuam com os valor: US$ 25,6.
FONTE(S)

OS X El Capitan, substituto do OS X Yosemite, já está disponível

OS X El Capitan, nova versão do sistema operacional da Apple para o Mac, já está disponível. A atualização substitui o OS X Yosemite, redesign que a empresa fez em seu produto. E o El Capitan vem com novidades? Vem sim!

Novidades da nova versão

O El Capitan traz um app Notes que imita a versão para iOS. Além disso, há novos recursos para o Maps e para o navegador Safari, bem como uma nova janela de gerenciamento de sistema que permite ao usuário dividir a tela entre dois apps num recorte igualmente dividido.
A atualização é iterativa e pode ser feita pelos usuários a qualquer momento. Você pode conferir essas e outras informações sobre o OS X El Capitan no site da Apple (em português, inclusive) clicando aqui.

O PS4 brasileiro já chegou às lojas; confira o preço

 
O aparelho está disponível no portal da loja, nos estabelecimentos físicos da Sony e nas revendas oficiais, como Saraiva, Submarino, Walmart e afins. Quem não morar próximo a um desses locais pode optar pela compra no site da Sony Store, que oferece frete grátis e dá um prazo médio de 4 a 10 dias de entrega, dependendo do destino.

Boleto dá 12% de desconto na loja da Sony

O pagamento via boleto bancário segue como alternativa única para quem deseja cavar um preço menor e tem condição de pagar à vista. Na loja da Sony, por exemplo, o desconto é de 12% sobre o valor de R$ 2.599, totalizando R$ 2.287,12. A diferença é considerável e concede mais de R$ 300 de abatimento sobre o preço cheio, que pode ser parcelado em até 12x sem juros de R$ 216,58 no cartão de crédito.

O WhatsApp parece estar pensando em revidar operadoras

WhatsApp parece estar se preparando para um futuro em que a função estaria bloqueada por algumas operadoras. Segundo o site italianoAggiornamenti Lumia, a desenvolvedora está pedindo para sua comunidade traduzir algumas frases que deixam isso bem claro.
Muitos usuários que fazem parte do programa de tradução do WhatsApp para o italiano receberam um email pedindo para que transformassem as seguintes cinco frases:

  • Não foi possível efetuar a chamada porque sua operadora não permite ligações pelo WhatsApp. Tente se conectar ao WiFi e faça uma nova chamada.
  • Não foi possível efetuar a chamada porque seu smartphone está conectado a uma rede WiFi que impede a realização de ligações pelo WhatsApp. Conecte-se a outra rede ou desligue o WiFi.
  • Sua operadora de celular não permite realizar chamadas pelo WhatsApp. Tente mudar para outra operadora ou conecte-se a uma rede WiFi.
  • Sua rede WiFi impede a realização de chamadas pelo WhatsApp. Tente trocar de rede ou deligar seu WiFi e use seu plano de dados móveis.
  • Operadora de celular ou rede WiFi não permite a realização de chamadas pelo WhatsApp.
FONTE(S)
Ainda não há uma decisão da justiça brasileira sobre a possibilidade de operadoras de celular bloquearem a operação do WhatsApp através de chamadas de voz, mas os desenvolvedores pretendem avisar aos usuários caso isso aconteça.
No Brasil, operadoras já cogitaram fazer o app pagar uma taxa para cadastrar usuários na função de chamadas por voz, já que elas mesmas precisam pagar um valor à Anatel anualmente para manter os números de celular ativos.
Acredita-se que, com a pressão de várias operadoras e governos, o WhatsApp deixe de usar os números de celular dos usuários para identificá-los no mensageiro. Uma opção seria utilizar o Facebook, que faz parte da mesma corporação.

iPhone 6S custam US$ 249 para a Apple.

iPhone 6S é vendido nos Estados Unidos por US$ 749 (equivalente a R$ 2.970, pelo câmbio de hoje). Quem vê o preço na loja pode até pensar que os recursos de alta tecnologia, como o sensor de pressão 3D Touch, fazem com que o preço para fabricar o celular seja elevado. Para sanar essa curiosidade, um levantamento feito pelo site Teardown revelou a matemática da Apple: os componentes custam para a fabricante cerca de US$ 249 (R$ 1.000).

A ideia é simples. Ao invés de conectar sua provedora de TV à cabo, seu videogame e dispositivos como Chromecast e Apple TV direto na TV, o Skreens propõe que o usuário use um pequeno aparelho como intermediário capaz de colocar todas as imagens ao mesmo tempo na tela, em várias janelas que podem ser movidas e redimensionadas por meio de um aplicativo para iOS e Android.
m relação a custos de desenvolvimento, é interessante observar que o novo iPhone 6S, na comparação com o iPhone 6 de 2014, custa mais para a Apple. A diferença é pequena, apenas US$ 16,50 nas contas do Teardown, mas engloba os valores do novo processador A9, das novas câmeras, do corpo em alumínio e até da nova tela que usa a tecnologia 3D Touch.
Os custos relacionados às outras versões do aparelho, com mais ou menos memória, ou com a tela maior doiPhone 6S Plus, variam para mais ou para menos. Outro fator a ser considerado é que, com o passar do tempo, os custos dos componentes tendem a cair, dada a produção em massa.
Na primeira semana no mercado, a soma de todos os iPhones 6S e 6S Plus bateram o recorde de vendas da Apple, com 13 milhões de unidades comercializadas no mundo.
O iPhone 6S não tem previsão de chegada no Brasil, muito menos um preço sugerido para o público brasileiro.

PlayStation 4 fabricado no Brasil tem preço mais barato divulgado

PlayStation 4 fabricado no Brasil custará R$ 2.599, anunciou a Sony nesta quarta-feira (2). O modelo produzido em território nacional custa 35% menos do que o antigo preço praticado, que era de R$ 4 mil. A fabricante também confirmou que a versão "brasileira" do PS4 começa a ser vendida a partir de outubro.
“O PS4 fabricado localmente é resultado de um trabalho duro e de perseverança da Sony Computer Entertainment Brasil trabalhando com agentes chave, e o segundo país no mundo a fabricar o PlayStation 4″, afirmou a empresa em seu comunicado oficial.
Saiba como retirar o faceplate do seu PS4 (Foto: Matheus Vasconcellos) (Foto: Saiba como retirar o faceplate do seu PS4 (Foto: Matheus Vasconcellos))PlayStation 4 brasileiro terá preço oficial de R$2599 (Foto: TechTudo/Matheus Vasconcellos)
Apesar da queda de 35% no preço original, o valor do PS4 nacional ainda está superior ao seu principal concorrente, o Xbox One. O videogame da Microsoft tem preço oficial de R$ 2 mil em seu modelo mais simples, com console e controle, e de R$ 2.299 na versão com o sensor de movimentos Kinect 2.

Como desativar ou desinstalar o OneDrive do computador

Seu sistema tem apresentado lentidão durante o processo de inicialização? Desinstalar o software é também outra opção. Neste tutorial, você vai aprender a se livrar do OneDrive – tenha em mente que, após a execução dos comandos, sua conta Microsoft não mais será monitorada pelo recurso em nuvem.

Desative o OneDrive

É possível desabilitar o OneDrive de pelo menos duas formas: desafaça o link entre sua conta Microsoft e o serviço ou desative a ferramenta através das políticas de grupo do Windows 10 (procedimento válido apenas para versões Pro do novo sistema da Microsoft). Veja como é fácil executar os comandos.

Desconecte sua conta Microsoft

Clique com o botão direito sobre o ícone do OneDrive – descanse o mouse sobre o relógio do Windows 10 para que a exibição da opção seja feita. Em seguida, abra as “Configurações”. Na tela aberta, clique sobre “Desvincular o OneDrive”.
Nota: este comando é válido apenas para contas Microsoft sincronizadas junto do Windows 10. Portanto, tome cuidado na hora de informar seus dados ao seu computador: desmarque a opção “Sincronizar os arquivos do OneDrive com este computador” para que o emparelhamento entre seus dados e o aplicativo não seja feito.

Para versões Pro

As opções de configuração das políticas de grupo não estão disponíveis para as versões Home. Se você possui um sistema Pro e deseja desativar o uso OneDrive para o armazenamento de dados, digite a linha “gpedit.msc”, sem aspas, na caixa de pesquisas. Abra a opção “Editar política de grupo”.
Vá até Política do Computador Local > Configuração do Computador > Modelos Administrativos > Componentes do Windows > OneDrive. Por fim, habilite a chave “Impedir o uso do OneDrive para armazenamento de arquivos” em “Editar”.

Desinstale o OneDrive

Clique com o botão direito sobre o botão que ativa o Menu Iniciar (“Windows”). Abra então a opção “Prompt de Comando (Admin)” e digite a linha: “taskkill /f /im OneDrive.exe”, sem aspas.
Pressione “Enter” e, por fim, informe um dos seguintes códigos:
  • Para sistemas de 32 bits: “%SystemRoot%\System32\OneDriveSetup.exe /uninstall”
  • Para sistemas de 64 bits: “%SystemRoot%\SysWOW64\OneDriveSetup.exe /uninstall”
A confirmação do processo não será feita pelo Prompt de Comando.
Atenção: os comandos para a desinstalação do OneDrive não serão confirmados pelo Prompt de Comando. O serviço de armazenamento em nuvem, porém, será desinstalado de seu computador – faça uma busca pelo aplicativo e certifique-se de que ele foi corretamente removido de seu sistema.
Vale observar, também, que as pastas utilizadas pelo recurso não serão deletadas. Use uma ferramenta de manutenção para apagar registros ou pastas varias do PC (confira uma lista completa de softwares gratuitos dedicados à limpeza do sistema nesta página).

Reinstale o OneDrive

Se arrependeu por ter desinstalado o OneDrive? Pois ativá-lo outra vez é bastante fácil. Digite a linha “%SystemRoot%\SysWOW64\”, sem aspas, em seu Explorador de Arquivos e busque pela extensão “OneDriveSetup.exe”. Dê um clique duplo sobre o arquivo executável, aguarde pela finalização do processo de instalação e pronto!

Trilogia para conclusão de Velozes e Furiosos pode estar sendo gravada

Depois de sete longas, a franquia Velozes e Furiosos ainda terá uma última trilogia para fechar sua narrativa — pelo menos, essa é a promessa de Vin Diesel, o protagonista e produtor da saga dos carros tunados.
Através de uma publicação em sua página do Facebook, o astro rebateu uma reportagem do The Hollywood Reporter, publicada na semana passada, que anunciava problemas para a contratação de um diretor para o oitavo filme, que dá sequência à franquia.
De acordo com a publicação, o diretor James Wan, que realizou Velozes e Furiosos 7, optou por não assumir o cargo para o próximo filme (apesar da Universal ter oferecido um alto salário ao cineasta). Entre os motivos da recusa estaria o próprio Vin Diesel, que teria se mostrado uma pessoa muito difícil de se trabalhar.
Em sua postagem na rede social, o ator declarou: “Meu parceiro de produção, Neal (H. Moritz), adoraria que eu assinasse com algum diretor, mas esta franquia é muito especial, portanto, estes assuntos precisam ser tratados com cuidado. Para ser claro, NINGUÉM recebeu a proposta para comandar Velozes e Furiosos 8... ou mesmo ver o script”.
Além disso, Diesel também fez questão de elogiar a Universal, responsável pelos longas — inclusive com a confirmação de que mais uma trilogia está vindo por aí: “A Universal está sendo muito boa comigo e confiando na visão... são como uma família... eu prometi ao estúdio que entregaria uma última trilogia para finalizar a saga”.
A informação certamente procede, ainda mais tendo em vista o fato de que Velozes e Furiosos 7arrecadou 1,5 bilhão de dólares no mundo todo. Vale ficar de olho, já que Vin Diesel declarou que logo anunciará os diretores deste novo e, supostamente, último trio de longas da saga.
E você? Está ansioso para acompanhar a mais uma trilogia?

Os preços do Office 2016 no Brasil (ou: o Office 365 continua valendo mais a pena)

A Microsoft lançou oficialmente nesta terça-feira (22) o Office 2016 para Windows, que possui maior integração com a nuvem, colaboração em tempo real e outras novidades que talvez você já conheça. No Brasil, o pacote de produtividade da Microsoft continuará sendo comercializado de duas maneiras: licença vitalícia ou assinatura do Office 365.
As edições de caixinha, que começaram a ser vendidas na Microsoft Store por download, continuam com nomes, aplicativos e preços familiares:
office-2016
  • Office Home & Student 2016: R$ 347 (Word, Excel, PowerPoint e OneNote);
  • Office Home & Business 2016: R$ 837 (Word, Excel, PowerPoint, OneNote e Outlook);
  • Office Professional 2016: R$ 1.499 (Word, Excel, PowerPoint, OneNote, Outlook, Publisher e Access).
Com exceção do Office Professional 2016, todos possuem versões para OS X com os mesmos preços e aplicativos das versões para Windows. Eles podem ser instalados em apenas uma máquina.
office-2016-1
A empresa também continua vendendo softwares individuais, mas os preços altos tornam o custo-benefício ruim: se você quiser só o Word 2016, por exemplo, precisará desembolsar R$ 169 — se o software for usado para fins comerciais, o preço sobe para R$ 389. Access, Excel, Outlook, PowerPoint e Publisher também são comercializados separadamente, pelos mesmos valores pouco agradáveis.

Office 365

office-logo_v3
É curioso notar como muita gente ainda não conhece o Office 365 ou tem dúvidas sobre como o serviço funciona — essa é talvez a forma mais vantajosa, pelo menos na minha visão, de comprar o Office. A versão para usuários domésticos do Office 365 chegou ao país há três anos, junto com o Office 2013.
Funciona assim: você pode comprar uma assinatura mensal ou anual (ou quadrienal, se for estudante) do Office 365 e tem direito a baixar e usar a edição mais completa do Office (o Office Professional 2016) enquanto a assinatura estiver ativa. A Microsoft oferece alguns mimos para assinantes: 1 TB de espaço no OneDrive e 60 minutos de ligações mensais no Skype.
office-2016-2
Os preços continuam os mesmos:
  • Office 365 Personal: R$ 209 por ano ou R$ 21 por mês (uma instalação do Office)
  • Office 365 Home: R$ 259 por ano ou R$ 26 por mês (até cinco instalações do Office)
  • Office 365 University: R$ 259 por 4 anos (até duas instalações do Office)
Se você usa o Office e guarda arquivos na nuvem, o Office 365 Personal ou Home são opções mais interessantes que as versões de caixinha — só o preço do armazenamento de 1 TB nos outros serviços já ultrapassa o valor cobrado pela assinatura da Microsoft. Além disso, embora o preço sugerido do Office 365 Personal seja de R$ 209, ele frequentemente aparece em promoções no varejo: em uma pesquisa rápida enquanto escrevo este parágrafo, uma loja online está vendendo o plano anual por R$ 69,90, e há outras quatro com preços menores que R$ 100.
Já se você é estudante ou professor universitário, não há motivos para escolher a versão tradicional. O Office 365 University (R$ 259) é mais barato que qualquer edição de caixinha e vale por quatro anos — até lá, uma nova versão já deverá ter sido lançada e você terá direito a atualização caso a assinatura esteja ativa. Isso, claro, se a sua instituição ainda não oferece o Office gratuitamente.

NASA descobre evidências de água líquida em Marte

A NASA anunciou nesta segunda-feira (28) que encontrou fortes evidências da existência de água líquida na superfície de Marte. Não é nenhum reservatório de gelo abaixo da superfície; isso nós sabemos há anos. Não é nenhuma teoria dizendo que havia água num passado muito distante; isso vem sendo falado há décadas. É água líquida, na superfície, agora mesmo.
Isso cria algumas implicações. Primeiro, a água é um elemento essencial para que exista vida, ou pelo menos a vida que conhecemos, então as chances de existirem seres vivos em Marte são maiores. Segundo, essa descoberta afeta o futuro da exploração humana — e três espaçonaves, como o ExoMars, devem visitar o planeta vermelho nos próximos três anos para buscar vida. Por fim, as evidências podem mostrar que até micróbios podem gerenciar a água melhor que governadores humanos.
As suspeitas da existência de água líquida fluindo na superfície de Marte apareceram em 2010, quando cientistas perceberam que “rastros” surgiam sazonalmente em depósitos de sal no planeta. Nesta segunda-feira (28), o pesquisador Lujendra Ojha e sua equipe publicaram um artigo que detalha os rastros de sal crescendo a cada semana durante os verões marcianos e sumindo aos poucos quando o inverno chega.
marte-agua
Essas linhas de sais que se desenham na superfície de Marte de tempos em tempos provavelmente estão sendo produzidas por água salgada, segundo os pesquisadores. Ainda não foi possível flagrar a água líquida correndo em Marte, porque a sonda Mars Reconaissance Orbiter (MRO) infelizmente só consegue analisar a superfície do planeta uma vez por dia e justamente no horário em que Marte está mais quente e seco, quando a água teoricamente já evaporou.
Mas o CRISM, um instrumento acoplado à sonda, indica que há moléculas de água nos cristais de sal — na verdade, ele mostra que o padrão do espectro luminoso corresponde a um sal hidratado, e é difícil imaginar algo que não envolva água líquida. Ou seja, as evidências são fortíssimas, embora ninguém queira afirmar que “existe água líquida em Marte” com 100% de certeza.
Com informações: BBCWired.

Novo Chromecast ganha mais funções, conheça os recursos

Google apresentou o novo Chromecast com diversas funcionalidades renovadas durante conferência nesta terça-feira (29) em São Francisco, nos Estados Unidos. Um dos grandes destaques está no design totalmente reformulado e colorido do dongle do Google. Foi divulgado ainda o suporte para Spotify e Google Photos. O Chromecast começa a ser vendido hoje por US$ 35 em 17 países.Muito menos parecido com um pendrive com esteroides e bem mais próximo de um acessório moderno para ter em sua sala, o Chromecast adotou um formato de disco (disponível nas cores vermelho, amarelo e preto) com a conhecida logo do Chrome. A mudança não foi só uma questão estética: o aparelho agora conta com um pequeno cabo para conectar o eletrônico à TV; assim, não há riscos de faltar espaço para encaixar o dispositivo.
Já por parte de seu hardware, a diferença é ainda maior. Segundo a Google, o novo Chromecast suporta maior resolução de vídeo e tem menor tempo de buffering, resultantes de sua nova arquitetura WiFi dual-band. Graças a isso, ele também suporta conexões sem fio 802.11ac e se conecta a redes de 2,4 e 5 GHz sem dificuldade, alternando entre a melhor conexão automaticamente.
Novo Chromecast começou a ser apresentado pelo executivo do Google, Mario Queiroz, que comentou que o dispositivo já acumula 20 milhões de vendas em todo o mundo. O grande destaque é o novo visual redondo com opções de cores em preto, vermelho e amarelo. O antigo dongle, que mais parecia um pendrive, está com design moderno e, com isso, o Google promete um dispositivo mais leve e prático para carregar para qualquer lugar.
Com seu novo desenho redondo, o Chromecast foi reformulado também por dentro: o corpo circular ajuda em uma conectividade Wi-Fi mais inteligente. Para entender melhor, estão integradas antenas nas laterais para receber o sinal de forma mais completa, com captação mais forte, de qualquer canto da casa. Além disso, há suporte para captação de Wi-Fi com suporte com 2.4 e 5.0 GHz, dos roteadores mais potentes.chromecast-2 (Foto: Divulgação/Google)
Novo dongle do Google está com uma conectividade Wi-Fi mais inteligente (Foto: Divulgação/Google)Por dentro também foi reformulado o envio de áudio e vídeo, com uma melhor qualidade e velocidade. O novo Chromecast está cerca de 80% mais rápido para executar mídias, como o Netflix. Tudo isso graças a nova tecnologia Fast Play. Assim, o usuário não precisa ficar esperando o vídeo carregar por tanto tempo.
Chromecast AudioPara os fãs de música, a tecnologia do Chromecast Audio permite conectar o dispositivo com caixas de som externas, controlando tudo pelo aplicativo. O recurso pode ser pareado via Wi-Fi ou com a conexão de cabo físico.Chromecast Audio (Foto: Reprodução/YouTube)
Chromecast Audio permite conectar o dispositivo a caixas de som externas (Foto: Reprodução/YouTube)
Ou seja, a festa está garantida na sua casa ou de amigos. Assim, não é necessário usar os alto-falantes da TV, que nem sempre tem a mesma qualidade de caixas externas. Há suporte para conectores RCA 3,5 mm e óptico: tudo sincronizado pelo celular. O controle pode ser feito até via Smartwatch, passando as faixas ou pausando a trilha sonora.
Está disponível compatibilidade com os principais apps de música, como Google Play Music, Rdio e até Spotify. O dongle, agora circular, detecta automaticamente o tipo de transmissão para o alto-falantes, com conexão rápida e em alta qualidade. Uma vantagem é que o usuário não é perturbado durante a execução da música com toques ou notificações. A ideia é manter toda a casa conectada, sendo possível tocar a mesma faixa em diversos aparelhos.Chromecast audio (Foto: Divulgação/Google)
Chromecast Audio promete ampliar a experiência de som do usuário (Foto: Divulgação/Google)JogosQuem gosta de manter diversos jogos no celular vai gostar da integração com o Chromecast. É possível usar os comandos no celular e visualizar o game na telona, tudo sem atrasos. Dessa forma, a experiência fica mais ampla: movimente o smart e os personagem irão interagir na TV, com ações mais reais.
 tecnologia permite usar sensores do celular, como giroscópio, acelerômetro e até a câmera. Só é necessário ter o celular e o Chromecast. Estarão disponíveis games populares como Angry Birds, WGT, Monopoly, com liberação em algumas semanas. O Google promete integrar ainda mais apps, além do suporte para Facebok e Flickr.
Spotify e Google PhotosOutro grande destaque no evento foi o anúncio do suporte para o streaming de música Spotify. O usuário continua usando o mesmo aplicativo, mas pode ouvir tudo na TV ou alto-falantes pela casa. As transições de áudio e configurações são simples, e a novidade vai começar a ser liberada ainda hoje. chromecast-audio-2 (Foto: Divulgação/Google)
Chromecast ganha suporte ao Spotify e Google Photos (Foto: Divulgação/Google)
Sobre o Google Photos, o usuário poderá fazer streaming do app do celular para a TV. Com isso, é possível manter fotos na telona enquanto o usuário usa os serviços do smart, como acessar a galeria e fazer pesquisas, sem interromper a transmissão. O app será liberado nesta semana para Android e em breve para iOS.
Novo aplicativo do ChromecastO app para controlar o Chromecast também está de cara nova e bem mais completo. Nele é possível fazer buscas personalizadas por filmes, por exemplo, e encontrar o resultado em diversos serviços de streaming. São mostrados itens do Netflix, Google Play Filmes e até programas de TV. Depois, basta escolher o favorito para começar a executar na telona, de forma simples e prática.chromecast app (Foto: Divulgação/Google)

Chromecast App mostrará agora recomendações, ofertas e outras novidades (Foto: Divulgação/Google)
O usuário pode ainda ver sugestões de vídeos, shows, séries e mais pelo recurso. A navegação está mais intuitiva e permite controlar todos os dispositivos em uma mesma interface. Sobre os aplicativos, será possível descobrir novas recomendações, ofertas e mais. Isso tornará a busca mais simples. O recurso estará disponível em algumas semanas para Android e iOS. 
Entre tantas melhorias (e uma pequena desvantagem), a maior boa notícia é que todo esse upgrade não encareceu o preço do aparelho – ele continua custando apenas 35 dólares (R$ 143), como seu antecessor. Logo, não se surpreenda ao vê-lo nas lojas do país pelos mesmos 199 reais.
Gostou da novidade? Então saiba que o aparelho já está à venda, através da Play Store, em 17 países. E se preferir algo mais simples, também não há com que se preocupar, uma vez que o irmão recém-anunciado Chromecast Audiopode servir para quem quer só ouvir música.
x